Em conversa com alguns feirantes de Barra do Choça, sobre as dificuldades nessa pandemia do covid – 19 a respeito  dos impactos causados na questão relacionadas as compras e vendas mediante as medidas dos decretos municipal, O Blog da Barra ouviu relatos compatíveis com a situação de convivência que vem sendo enfrentada por todos. Nos relatos foram abordados várias questões, como, falta de uma comissão presente para defender os interesses do comércio na elaboração e lançamento dos decretos, que acaba desprogramando o comerciante, com incertezas se abre e fecha, ou fecha e abre, nas vezes em que são descoberto algum caso de corona vírus em Barra do Choça, sendo que todas as medidas estabelecidas nos decretos vem sendo cumpridas nos estabelecimentos comercias, da mesma forma em que estão atuando os considerados essenciais que permanecem em funcionamento, como Bancos e Lotéricas que provocam uma formação imensa de pessoas.

Na questão da feira livre, 60% do faturamento não fica em Barra do Choça pela questão da maioria dos barraqueiros serem de outras cidades, ainda tem aqueles  só aparecem em ocasião especial, como, final de ano, colheita do café e em datas comemorativas, pagam apenas uma taxa pela ocupação do espaço, e acabam tirando as vendas dos nossos comerciantes, que pagam uma carga tributária o ano inteiro, gera emprego e renda para o município, e ainda enfrenta concorrência desleal em época que seria de compensação. Sem nenhuma lei que regulamenta a limitação de feirantes de outras cidades em Barra do Choça, o comércio local sofre com desfalque de 60% ou mais no faturamento semanal, que deveria circular no município para o fortalecimento do próprio comércio da cidade. Fica a esperança dos comerciantes ouvidos pelo Blog da Barra, “que nossos representantes tomem  uma posição e olhe para o comércio de Barra do Choça.